BARRAGEM DO BICO DA PEDRA EM SITUAÇÃO CRÍTICA: MESMO COM AS CHUVAS, REPRESA PERDEU VOLUME DE ÁGUA NA PRIMEIRA SEMANA DE FEVEREIRO

Com mais de 15 metros abaixo da sua capacidade, represa de Nova Porteirinha possui apenas 2,60 metros de água acima do ponto crítico, nível em que não haveria liberação de água para os projetos de irrigação

Foto Oliveira Júnior

Barragem do Bico da Pedra

Barragem do Bico da Pedra na terça-feira, dia 31 de janeiro de 2017.

NOVA PORTEIRINHA – No mês de janeiro houve redução de 55 centímetros no volume de água na barragem do Bico da Pedra e a diminuição segue em fevereiro, pois nesta segunda-feira, dia 6, a represa apresentava perda de cinco centímetros em seu nível em relação a sábado, dia 4. Nos seis primeiro dias deste mês a queda no volume foi de 10 centímetros. No mesmo período do ano passado o reservatório teve alta de 5 centímetros em seu volume.

Numa comparação ao dia 6 de fevereiro do ano passado, nesta segunda-feira a represa formada pelo rio Gorutuba se encontrava com 4,85 metros a menos de água. Hoje, a lâmina de água na barragem estava 15,40 metros abaixo da sua capacidade. Essa represa ainda tem 2,60 metros de lâmina de água acima do nível crítico, a partir do qual haveria a liberação de água apenas para o consumo humano.

Tem chovido nos últimos dias, mesmo em pouco volume e menos intensidade. No entanto, isso não foi suficiente para evitar a diminuição no nível de água na barragem que abastece as cidades de Janaúba e de Nova Porteirinha, o rio Gorutuba e ainda os projetos de irrigação do Gorutuba (Nova Porteirinha) e Lagoa Grande (Janaúba), respectivamente nas margens direita e esquerda do referido rio.

Há uma expectativa de que no transcorrer da semana haja uma recuperação no nível de água na barragem do Bico da Pedra diante das chuvas ocorridas no fim de semana no município de Francisco Sá, onde se encontra a nascente do rio Gorutuba. Ontem, domingo, dia 5, aumentou consideravelmente o volume de água nesse rio na região do distrito de Catuni, em Francisco Sá.

Vale ressaltar que no dia 14 deste mês completarão 10 anos que a represa do Bico da Pedra atingiu a sua capacidade e transbordou. (OJr/Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Nova Porteirinha)

CHUVA EM JANEIRO EM NOVA PORTEIRINHA DIMINUIU EM 90% NUMA RELAÇÃO A JANEIRO DE 2016

NOVA PORTEIRINHA – Em janeiro deste ano, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a chuva na cidade de Nova Porteirinha foi 36,4 milímetros. Isso representa a redução de quase 90% (89,76%) numa comparação ao primeiro mês de 2016, já que em janeiro do ano passado choveu 355,7 milímetros. Mas, em relação ao primeiro mês de janeiro de 2015, quando a precipitação pluviométrica foi 6,7 milímetros, deduz que o mês passado choveu 443% a mais.

CHUVA DE FEVEREIRO

Nos seis primeiros dias de fevereiro de 2017 choveu o correspondente a 7,8 milímetros na cidade de Nova Porteirinha. Essa precipitação já superou em mais de 350% a chuva de fevereiro do ano passado quando o índice pluviométrico foi de apenas 1,7 milímetro, sendo o fevereiro mais seco nos últimos quatro anos e se igualou ao segundo mês de 2013, que também registrou o mesmo volume. Em fevereiro de 2014 choveu 31,4 mm nesta cidade que teve 65,2 mm no segundo mês de 2015. (OJr/Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Nova Porteirinha)

AGRICULTORES FAMILIARES DE NOVA PORTEIRINHA RECEBERÃO SEMENTES DE MILHO E FEIJÃO

NOVA PORTEIRINHA A Secretaria Municipal de Agricultura de Nova Porteirinha conseguiu, junto à Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor) e sua autarquia, o Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene) mais de 2 mil quilos de sementes de milho e feijão para serem distribuídos 258 famílias de agricultores deste município.

Foto Oliveira Júnior

Lote de sementes de milho e feijo que o SedinorIdene repassou aos municpios dentre eles Nova Porteirinha   Copia

O secretário de Agricultura, Aélcio Santos, com representantes do Idene: Lote de sementes de milho e feijão que o Sedinor/Idene repassou aos municípios, dentre eles Nova Porteirinha.

O secretário de Agricultura Aélcio José dos Santos enfatiza que o repasse gratuito dessas sementes irá reforçar a agricultura familiar a qual tem fundamental importância no desenvolvimento de Nova Porteirinha. Este município recebeu mais de duas toneladas de sementes do sistema Sedinor/Idene em apoio à agricultura familiar visando à produção de alimentos para o consumo humano e animal.

Segundo o secretário da Sedinor, Gustavo Xavier, a iniciativa é uma das ações previstas para este ano (2017) objetivando o fortalecimento da agricultura familiar. “Cada produtor receberá em média dez quilos de milho ou feijão, suficientes para plantar aproximadamente um hectare”, afirma.

Nova Porteirinha recebeu 2.580 quilos de sementes, sendo 1.720 quilos de milho e 860 quilos de sementes de feijão. (OJr/Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Nova Porteirinha)

PREFEITOS E VEREADORES FORMULAM POLÍTICAS A SEREM ADOTADAS NA REGIÃO DA SERRA GERAL

Foto Oliveira Júnior

Porteirinha foi sede da primeira reunio neste ano do Frum Regional em um dos microterritrios da Serra Geral de Minas   Copia

Porteirinha foi sede da primeira reunião neste ano do Fórum Regional em um dos micro territórios da Serra Geral de Minas.

PORTEIRINHA – A questão hídrica em que muitas comunidades enfrentam o drama da seca e vêm sendo abastecidas com água por caminhões-pipas foi debatido na reunião de prefeitos e vereadores de alguns municípios da região da Serra Geral de Minas na quarta-feira, dia 1º de fevereiro, nesta cidade, quando ocorreu o Fórum Regional que engloba pelo menos 8 municípios dessa região. Saúde, segurança pública e a pecuária também foram assuntos amplamente debatidos nesse dia. Quatro prefeitos participaram desse fórum, sendo o novo prefeito (desde janeiro de 2017) de Nova Porteirinha; Silvanei Batista, de Porteirinha; Eujácio Rodrigues, de Pai Pedro; e Reginaldo Silva, de Jaíba, além dos vice-prefeitos de Porteirinha (Elton Mendes) e Arnaldo Dias (Jaíba) e vereadores de 5 municípios, dentre eles Izael e José Gonzaga, ambos de Nova Porteirinha, e ainda o secretário de Agricultura de Nova Porteirinha, Aélcio Santos. Eleito para representar os prefeitos nesse fórum, Silvanei Batista ressalta a necessidade de se programar políticas de incentivos juntos aos pequenos produtores na pecuária e ele exemplificou o caso da produção de queijo em Porteirinha. Eujácio Rodrigues, prefeito de Pai Pedro, chamou a atenção para o fator hídrico o qual, infelizmente, tem comprometido a cadeia produtiva na região e até a sobrevivência das famílias. O novo prefeito de Nova Porteirinha ressaltou que, na condição de representante dos prefeitos da região da Serra Geral, está se empenhando com o governo do estado a substituição da frota de micro-ônibus que realizam o transporte de pacientes dos municípios. O prefeito de Jaíba, Reginaldo Silva, explicou que esse Fórum Regional reforçará também uma das demandas da região que é a solução para conter a criminalidade que, lamentavelmente, ganhou grande proporção em Janaúba e Jaíba. O secretário-executivo dos Fóruns Regionais do Norte de Minas, Sued Kennedy, informou que marcará reunião com o Coronel Klevson Pires Martins, novo comandante da 11ª Região da Polícia Militar, para discutir as estratégias a serem seguidas e, depois, em audiência com o governador do estado, Fernando Pimentel, obter solução para controlar a violência nos municípios. (OJr/Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Nova Porteirinha)

NOVO PREFEITO DE NOVA PORTEIRINHA PEDE QUE A CODEVASF LIBERE IMÓVEIS ABANDONADOS PARA A PREFEITURA E COMUNIDADES USAREM

Foto Paulo & Galego

 

Presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, e o novo prefeito de Nova Porteirinha.

NOVA PORTEIRINHA – “O povo de Nova Porteirinha é trabalhador, humilde e precisa muito da Codevasf”. Esse foi o recado do novo prefeito à presidente nacional da Codevasf, Kênia Régia Anasenko Marcelino, em visita a esta cidade na terça-feira, 31 de janeiro, atendendo pedido formulado pelo próprio prefeito para anunciar a autorização da retomada da obra de substituição do sistema de distribuição de água no projeto Gorutuba, neste município.

Foto Oliveira Júnior

Imvel do governo na Paraguau est abandonado e sem conservao poderia ser usado pela comunidade

Imóvel do governo na Paraguaçu está abandonado e sem conservação: poderia ser usado pela comunidade.

Em seu pronunciamento, o novo prefeito ressaltou que boa parte da área territorial de Nova Porteirinha está sob domínio do governo federal, via Codevasf, e, diante disso, entende ser necessária a sensibilidade desse órgão em compartilhar com a prefeitura a utilização de imóveis que, infelizmente, estão em desusos e até sendo deteriorados pelo tempo em contraste com a demanda reprimida das ações da municipalidade. Exemplificando, o prefeito disse que o cemitério na Colonização II não pertence à prefeitura, uma vez que o terreno é da Codevasf.

Foto Oliveira Júnior

 

Presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, novo prefeito de Nova Porteirinha e a deputada federal Raquel Muniz.

Prosseguindo, o novo prefeito relatou à presidente da Codevasf e ao público o drama dos alunos na Colonização I (Paraguaçu), onde duas turmas de estudantes frequentam simultaneamente a mesma sala, cedida pela paróquia, já que a prefeitura não tem imóvel para esse fim. Mesmo assim, o atual prefeito já solicitou da Codevasf a cessão de uma área de 300 a 400 metros para que a municipalidade possa construir ambiente apropriado para o desenvolvimento do ensino aos moradores da Paraguaçu e comunidades circunvizinhas.

Foto Paulo & Galego

 

Deputada Raquel Muniz, Kênia Marcelino, presidente da Codevasf, e Margarida Cavalcanti, primeira-dama de Nova Porteirinha.

A Prefeitura de Nova Porteirinha encaminha para a Codevasf um relatório sobre a situação de imóveis construídos e abandonados os quais, na concepção do atual prefeito poderia ter boa utilidade tanto por associações quanto pela própria prefeitura que, atualmente, paga 14 aluguéis para funcionar a sede administrativa, secretarias, creches, unidades de saúde e outros órgãos de grande importância no serviço público. Não há área disponível para que o executivo municipal efetue o planejamento e construção da sede própria.

Essa situação fundiária atrapalha a administração pública municipal e até impede que a população usufrua de benefícios. O prefeito citou o caso de recursos alocados para construção e estruturação de campo de futebol e espaço de lazer na Colonização Paraguaçu. “Um dos meus primeiros atos assim que assumi a prefeitura de Nova Porteirinha, em 2 de janeiro, foi devolver esse recurso para o governo do estado porque o nosso município não tem área para construir esse ambiente esportivo e de lazer”, declarou o atual prefeito referindo ao fato de que o terreno pertence à Codevasf.

Foto Oliveira Júnior

Deputada Raquel Muniz prefeito Juracy da Biosolo presidente da Codevasf Knia Marcelino Rodrigo Rodrigues superintendente da Codevasf em Minas e o diretor da empresa

Deputada Raquel Muniz, prefeito Juracy Fagundes, presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, Rodrigo Rodrigues, superintendente da Codevasf em Minas, e o diretor da empresa que realiza a obra: autorização para continuação da implantação de tubulação no projeto Gorutuba.

Quanto à autorização dada pela presidente da Codevasf pela continuidade da obra de tubulação no projeto Gorutuba, o prefeito destacou que isso atende o anseio da população ao considerar que esse projeto tem importante contribuição no cenário social e econômico de Nova Porteirinha e da região gerando mais de 10 mil empregos. Para o atual gestor público municipal, o novo sistema de condução de água para as áreas irrigadas possibilitará o uso racional da água e evitará o desperdício que ocorre pelos canais já desgastados pelo tempo, pois a barragem do Bico da Pedra se encontra com 20% da sua capacidade. (OJr/Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Nova Porteirinha)

Pagina 19 de 23

Topo