COMEÇA EM NOVA PORTEIRINHA A VACINAÇÃO CONTRA A FEBRE AMARELA

“Estou me prevenindo de doenças”. Desta forma expressou o cidadão Darlan Evaristo Veloso ao comparecer à Unidade de Saúde na cidade de Nova Porteirinha nesta terça-feira, dia 24 de janeiro, e foi imunizado contra a febre amarela. A vacinação atraiu a atenção de idosos, adultos, jovens e crianças.

Diante do surto da febre amarela na região Leste de Minas Gerais que, inclusive, tem ocasionado fatalidade, a atual Secretária de Saúde de Nova Porteirinha, imediatamente enviou à Superintendência Regional de Saúde (SRE) o plano de prevenção a essa e outras doenças. No pedido, a secretária ressaltou a necessidade da liberação de doses da vacina.

A vacina chegou ao final do dia de ontem, segunda-feira. Já nas primeiras horas da manhã desta terça-feira, foi disponibilizada a vacina para a população. Até a tarde de hoje, dia 24, a Secretaria de Saúde já havia imunizado mais de 120 moradores de várias idades.

A secretária informa que a vacinação contra a febre amarela também acontecerá nas comunidades rurais em dia e horário pré-agendados. (OJr/Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Nova Porteirinha)

FEBRE AMARELA

A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos. As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias.

TRANSMISSÃO

A febre amarela ocorre nas Américas do Sul e Central, além de em alguns países da África e é transmitida por mosquitos em áreas urbanas ou silvestres. Sua manifestação é idêntica em ambos os casos de transmissão, pois o vírus e a evolução clínica são os mesmos — a diferença está apenas nos transmissores. No ciclo silvestre, em áreas florestais, o vetor da febre amarela é principalmente o mosquito Haemagogus. Já no meio urbano, a transmissão se dá através do mosquito Aedes aegypti (o mesmo da dengue). A infecção acontece quando uma pessoa que nunca tenha contraído a febre amarela ou tomado a vacina contra ela circula em áreas florestais e é picada por um mosquito infectado. Ao contrair a doença, a pessoa pode se tornar fonte de infecção para o Aedes aegypti no meio urbano. Além do homem, a infecção pelo vírus também pode acometer outros vertebrados. Os macacos podem desenvolver a febre amarela silvestre de forma inaparente, mas ter a quantidade de vírus suficiente para infectar mosquitos. Uma pessoa não transmite a doença diretamente para outra.

PREVENÇÃO

Como a transmissão urbana da febre amarela só é possível através da picada de mosquitos Aedes aegypti, a prevenção da doença deve ser feita evitando sua disseminação. Os mosquitos criam-se na água e proliferam-se dentro dos domicílios e suas adjacências. Qualquer recipiente como caixas d'água, latas e pneus contendo água limpa são ambientes ideais para que a fêmea do mosquito ponha seus ovos, de onde nascerão larvas que, após desenvolverem-se na água, se tornarão novos mosquitos. Portanto, deve-se evitar o acúmulo de água parada em recipientes destampados.

SECRETARIA DE SAÚDE DE NOVA PORTEIRINHA SOLICITA DOSES DE VACINA PARA PREVENIR A POPULAÇÃO CONTRA A FEBRE AMARELA

Não há caso dessa doença neste município, mas a Prefeitura de Nova Porteirinha, através da Secretaria Municipal de Saúde, solicitou doses de vacina contra a febre amarela. A nova Secretária de Saúde deste município, ressalta que essa decisão fundamenta no princípio da prevenção.

A remessa da vacina está prevista para chegar à cidade na segunda-feira, dia 23, e o planejamento da secretaria municipal é de que a vacinação inicie na terça-feira, dia 24. A intenção é de que a imunização contra a febre amarela ocorra imediatamente nas unidades de saúde na zona rural.

PREVENÇÃO ATRAVÉS DA LIMPEZA

A Prefeitura solicita o apoio da população quanto à prevenção dos focos da febre amarela e de outras doenças, caso da dengue, pois elas têm o mesmo vetor: o mosquito Aedes aegypti, o conhecido mosquito da dengue.

A secretária entende que a realização de limpeza constante nas casas e quintais, e ainda em outras locais que possam ambientar o mosquito transmissor é uma ação preventiva.  (OJr/Ascom)

NOVO PREFEITO ARTICULA A CONQUISTA DE QUASE MEIO MILHÃO DE REAIS PARA A AGRICULTURA FAMILIAR DA SERRA GERAL

Novo prefeito de Nova Porteirinha é presidente do União da Serra Geral e representa os municípios dessa região

 

NOVA PORTEIRINHA – O novo prefeito de Nova Porteirinha, tão logo foi eleito por unanimidade e tomou posse na presidência do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável dos municípios da região da Serra Geral de Minas (União da Serra Geral), tem se empenhado para a obtenção de benefícios para os municípios.

Ele já adiantou ao governo de Minas Gerais sobre a situação e as necessidades das comunidades dessa região. O presidente manteve contato nessa semana com o deputado federal José Silva, o Zé Silva (SD-MG), ocasião em que analisaram o panorama agrícola da Serra Geral, principalmente no que tange a atuação das prefeituras em apoio aos pequenos produtores rurais.

O novo prefeito apresentou ao parlamentar os planos do consórcio União da Serra Geral em prestar assistência aos agricultores, que têm fundamental importância no contexto social e econômico da região. O deputado federal Zé Silva se prontificou a ajudar nas ações do consórcio e destinará aproximadamente R$ 500 mil (meio milhão de reais) para a agricultura familiar na região da Serra Geral de Minas.

O presidente do consórcio disse que parte de recurso assegurado pelo deputado, por intermédio de emenda parlamentar, poderá ser utilizado na aquisição de barracas a serem usadas nas feiras itinerantes dos pequenos produtores dessa região em seus municípios.

Tanto o prefeito e presidente quanto o deputado Zé Silva são de origens do campo, onde atuaram como técnicos na assistência aos agricultores e também são produtores rurais. O deputado foi presidente da Emater-MG, que ao lado das prefeituras, auxiliam os pequenos agricultores. (OJr/Ascom)

MAIS DE 90% DOS SERVIDORES EFETIVOS DA PREFEITURA DE NOVA PORTEIRINHA JÁ ATUALIZARAM OS SEUS DADOS CADASTRAIS

Os funcionários públicos municipais efetivos estão atualizando os seus dados junto ao setor de Recursos Humanos da Prefeitura de Nova Porteirinha. Com base no decreto do novo prefeito, todos os servidores foram comunicados sobre a importância desse recadastramento referente em quais áreas vinham atuando, assim como informar sobre as suas qualificações.

De acordo com informações do setor de Recursos Humanos, a maioria dos funcionários tem comparecido para a atualização cadastral. Até essa quinta-feira, dia 19 de janeiro, mais de 90% do funcionalismo efetivo estão com os seus cadastros atualizados. O prazo para esse procedimento termina nesta sexta-feira, dia 20, às 18h. (OJr/Ascom)

PREFEITURA RETIRA DE GALPÃO MAIS DE 24 MIL QUILOS DE PNEUS RECOLHIDOS HÁ ANOS

pneuA Prefeitura de Nova Porteirinha, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, encaminhou na segunda-feira, dia 16 de janeiro deste ano, mais de 24 toneladas de pneus que estavam armazenados há anos num depósito, nesta cidade. Ao tomar conhecimento dessa situação, o novo prefeito determinou a imediata destinação desse material.

Os 24 mil quilos de pneus, de vários tamanhos, seguiram para a indústria de reciclagem em Campinas, estado de São Paulo, em conformidade com o Programa Nacional de Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis.

De acordo com o Secretário Municipal de Agricultura e que responde pela área de Meio Ambiente, a destinação correta dos pneus fora de uso é uma atitude de preservação ambiental e de prevenção endêmicas. O secretário ressalta que o pneu sem o devido armazenamento pode servir de local apropriado para foco de doenças, caso de mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya.

A intenção da nova administração da Prefeitura de Nova Porteirinha é de que o intervalo do tempo entre o recolhimento, armazenamento e destinação dos pneus para a indústria de reciclagem seja o menor possível, prevalecendo assim a organização do galpão de armazenamento.

O QUE FAZER COM O PNEU FORA DE USO

Quando um pneu chega ao fim de sua vida útil, ou seja, não pode mais continuar rodando num veículo, ele deve ser disposto em locais apropriados, como estabelecimentos comerciais com revenda de pneus, borracharias ou no ponto de coleta de pneus da prefeitura, onde receberão destinação ecologicamente correta.

QUAL SERÁ O FIM DESSE PNEU

Ao ser encaminhado para a indústria de reciclagem, o pneu fora de uso terá a destinação ecologicamente correta, podendo ser reaproveitado como combustível alternativo para as indústrias de cimento, fabricação de solado de sapatos, borrachas de vedação, dutos fluviais, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais, tapetes para automóveis e fabricação de manta asfáltica, processo que tem sido amplamente acompanhado e aprovado pela indústria de pneumáticos. (OJr./Ascom)