PREFEITO DE NOVA PORTEIRINHA ESTEVE EM BRASÍLIA ONDE REIVINDICOU DA CODEVASF AGILIDADE NO REINÍCIO DA OBRA DE TUBULAÇÃO DO PROJETO GORUTUBA

Ele também pediu a resolução das questões fundiárias e medidas de enfrentamento ao período seco

NOVA PORTEIRINHA – O prefeito Juracy Fagundes Jácome, de Nova Porteirinha, esteve ontem, segunda-feira, dia 10 de abril, em Brasília-DF, mais precisamente na Companhia de Desenvolvimento dos vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), onde reivindicou agilidade nas ações da instituição neste e nos demais municípios.

Foto divulgação

Prefeito Juracy Fagundes com a presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, e dirigentes da Codevasf, em Brasília.

Na tarde dessa segunda-feira o prefeito Juracy Fagundes se reuniu com a presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, ocasião em que solicitou o imediato reinício da obra da tubulação no projeto irrigado do Gorutuba, em Nova Porteirinha. O posicionamento do prefeito é pertinente, pois a produção nesse projeto poderá ser afetada diante da possibilidade da suspensão de água para a irrigação, medida que está prevista para o mês de junho.

No final de janeiro, a presidente da Codevasf esteve em Nova Porteirinha e, então, assinou autorização para o reinício da obra de tubulação. No entanto, o serviço não foi retomado. Com a escassez de chuva, o nível de água na barragem do Bico da Pedra, de onde é captada água para a irrigação no Projeto Gorutuba, tem diminuído assustadoramente e se aproxima da pior situação de volume desde quando a represa foi construída, em 1978.

Para evitar um caos social e econômico em Nova Porteirinha e região, o prefeito Juracy Fagundes entende serem primordiais medidas urgentes que assegurem a vitalidade do projeto. A implantação da tubulação no lugar dos canais tem como finalidade evitar o desperdício em torno de 30% a 40% da água que é conduzida da represa até as áreas agrícolas.

SECA E QUESTÃO FUNDIÁRIA

Ainda na reunião com a presidente e demais diretores da Codevasf, na capital federal, o prefeito Juracy Fagundes reivindicou outras medidas benéficas para o Norte de Minas. Na condição de presidente do Consórcio Intermunicipal da região da Serra Geral de Minas, Juracy analisou com a equipe da Codevasf e do Ministério da Integração Nacional a crise hídrica, que tem dizimado plantações e contribuído para que os rios, córregos e lagos ficassem secos. Isso provoca o drama da falta de água para abastecimento das comunidades.

Perante a diretoria da Codevasf, o prefeito de Nova Porteirinha mostrou as dificuldades enfrentadas pelos municípios da região da Serra Geral de Minas quanto às questões fundiárias que têm impedido ações por parte dos municípios e dos produtores rurais. Juracy Fagundes pediu o comprometimento da Codevasf na solução desses problemas. (OJr/Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Nova Porteirinha)